Cobre e zinco para o cabelo – porque deve seguir uma dieta rica nestes dois elementos?

O cobre e o zinco desempenham um papel muito importante no nosso corpo, e a sua deficiência pode, entre outras coisas, afectar negativamente a saúde e o estado do nosso cabelo. Saiba como o zinco e o cobre funcionam no seu cabelo, quais são os sintomas da sua deficiência e como fornecer ao seu corpo o suficiente destes elementos.

Cobre no corpo – de que é que ela é responsável?

Pouco se fala do cobre em termos de saúde, embora devêssemos prestar-lhe um pouco mais de atenção. Este elemento desempenha uma série de tarefas importantes para a nossa saúde, entre outras:

  • está envolvido no processo de transporte de oxigénio para as células de todo o corpo,
  • suporta o sistema circulatório,
  • melhora a absorvibilidade do ferro,
  • combate a anemia,
  • afecta o bom funcionamento do esqueleto, do sistema nervoso e do cérebro,
  • ajuda a eliminar as bactérias no corpo.

Cobre no cabelo – como funciona?

O cobre também desempenha um papel importante para o nosso cabelo. Participa no processo de produção do pigmento da pele, ou seja, da melanina, influenciando assim a manutenção de uma cor de cabelo forte, saturada e saudável. Além disso, o cobre é responsável pelo nível de elasticidade do cabelo, influenciando a sua força e condição. As pessoas com falta de cobre no seu corpo têm frequentemente problemas com cabelos fracos, demasiado delicados, difíceis de pentear, divididos ou grisalhos.

Deficiência de cobre – como se manifesta?

A deficiência de cobre pode afetar adversamente nosso sistema imunológico e pode contribuir para aumentar a suscetibilidade a infecções e doenças. Pode enfraquecer os ossos e os vasos sanguíneos, provocar anemia e causar insuficiência cardíaca. Além disso, a deficiência de cobre pode se manifestar em dormência dos membros, formigamento, redução da atenção e problemas de memória.

Cobre na comida – onde procurá-la?

Grandes quantidades de cobre podem ser encontradas em grãos, por exemplo, sementes de girassol, bem como em leguminosas, nozes, flocos e farelo e outros produtos de grãos integrais. A rica fonte de cobre é também o fígado e frutos do mar, peixe, vegetais de folhas, cacau.

O zinco e o seu papel no organismo

O zinco é um elemento essencial para o bom funcionamento do nosso corpo. Ele está envolvido em muitos processos importantes, entre outros:

  • na divisão celular,
  • na síntese de proteínas, RNA e DNA,
  • no metabolismo dos hidratos de carbono e das gorduras.

O zinco também tem um impacto significativo no sistema imunológico do corpo, e é essencial para o bom funcionamento dos sistemas sexual e ósseo, bem como a pele, cabelo e unhas.

Zinco no cabelo

O papel do zinco no nosso cabelo é inestimável porque regula os processos de construção do cabelo. O zinco determina o crescimento e desenvolvimento adequado do cabelo. Influencia a velocidade de divisão das células capilares, “ativa” a quantidade certa de enzimas necessárias para produzir proteínas capilares através da matriz capilar e cuida do fornecimento da quantidade certa de queratina para o cabelo.

Deficiência de zinco – sintomas

zinco insuficiente no corpo muitas vezes dá sintomas na forma de deterioração da condição da pele, cabelo e unhas. As feridas cicatrizam longas e duras, a frequência de doenças de pele aumenta, ocorre secura excessiva da pele. As unhas tornam-se quebradiças e insalubres, aparecem nelas descolorações brancas. O cabelo fica fraco, fino e sem brilho. A perda de cabelo também é aumentada.

A deficiência de zinco no organismo pode também manifestar-se por diminuição da imunidade, abrandamento do crescimento e desenvolvimento (em crianças e adolescentes), aceleração do processo de envelhecimento, falta de apetite, perturbações do paladar e dos sentidos do olfacto, fadiga frequente, estados depressivos, diminuição da concentração, perturbações hormonais, anemia.

Zinco – em que produtos alimentares aparece?

O zinco é bastante comum nos alimentos, e as melhores fontes de zinco são ovos, carne, peixe, nozes, amêndoas e grãos (por exemplo, gergelim, abóbora). Grandes quantidades deste elemento também podem ser encontradas em: farelo, flocos e germes de cereais, tomates, salsa, repolho, brócolos, alho, leguminosas, arroz selvagem.

Cobre e zinco para cabelos – como usar?

Queda de cabelo, calvície, grisalho, cabelos finos e finos, cabelos opacos, sem brilho natural, pontas duplas, problemas de penteado – todos eles podem estar relacionados com uma deficiência de zinco ou cobre (ou ambos) no corpo. Para contrariar isto, recomenda-se uma dieta rica em produtos contendo cobre e zinco.

Também podemos usar preparados vitamínico-minerais adequados. Grandes quantidades de zinco e cobre podem ser encontradas, entre outras, em Profolan – o mais rico produto anti-queda de cabelo em termos de sua composição.

Category: Cuidado capilar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Article by: admin