Piperina – para emagrecimento, bom metabolismo e melhor condição psicofísica

Piperina para emagrecer – é uma boa maneira de se livrar de quilos excessivos? Acontece que sim, porque esta substância tem propriedades termogênicas extraordinárias e que bloqueiam a formação de tecido adiposo. Além disso, é um remédio completamente natural e seguro, com muitas outras propriedades valiosas para a saúde.

O que é e como funciona a piperina?

A piperina é um composto químico orgânico encontrado na camada externa de frutos de pimenta preta, responsável pelo seu sabor picante característico. A influência essencial da piperina é no sistema digestivo, por isso não é de admirar que, na medicina tradicional asiática, a pimenta preta tenha sido utilizada como medicamento em vários tipos de doenças digestivas.

A pimenta preta que usamos em nossas cozinhas é obtida da planta Piper nigrum L., originária da Índia e cultivada principalmente na zona tropical. Para produzir esta especiaria, se utiliza as frutas Piper nigrum, para a produção de pimenta preta imaturas, verde-amarelas, que após secagem se tornam marrom-escuros, e para a produção de pimenta branca, frutas maduras, vermelhas. A maior quantidade da piperina é encontrada na pimenta preta, é uma substância cristalina com uma cor amarela e um sabor forte e ardente.

A piperina tem inúmeras propriedades curativas, sobretudo em relação ao processo digestivo, razão pela qual é um dos principais remédios naturais que efetivamente suportam o emagrecimento. Além disso, possui propriedades antioxidantes, antibacterianas, favorece o tratamento do vitiligo, contribui para o fortalecimento da imunidade e desempenha um papel importante na prevenção de muitas doenças.

Piperina – propriedades da saúde e curativas

A piperina tem sido usada há muito tempo como medicamente para indigestão e resfriado, também se acredita que, em combinação com a canela, alivia as dores de cabeça. Isso não é tudo. A pimenta preta pode ser útil em muitas outras doenças. No que diz respeito às propriedades profiláticas e curativas da piperina, concernem principalmente às atividades relacionadas ao sistema digestivo e ao processo digestivo. Primeiro de tudo, ela estimula a secreção de sucos digestivos, melhorando o metabolismo. É um termogênico, pois aumenta a temperatura corporal e acelera o metabolismo. Diminui o nível de gordura no sangue, promove a redução do tecido adiposo.

Uma característica importante da piperina é o seu efeito antioxidante e anticâncer, que também é útil não só na prevenção, mas também no tratamento do câncer. Estudos mostraram que o consumo regular da piperina em combinação com a curcumina minimiza o risco de câncer de mama e, mesmo no caso de doença, leva à redução de células cancerígenas, sem danificar as células saudáveis.

A piperina tem uma atividade que suporta à produção de melanócitos, o que favorece o tratamento do vitiligo. Melhora a circulação sanguínea, contribuindo para a prevenção de doenças cardíacas. Ela suporta o funcionamento do sistema imunológico, aumenta o nível de eficiência física e mental. Isto não é tudo no que diz respeito ao sistema nervoso e às atividades cerebrais. A sua estrutura química específica provoca a desaceleração dos processos neurodegenerativos. Suporta a capacidade de lembrar e de se concentrar, alivia os sintomas da depressão, melhora o estado mental.

Nem todo mundo sabe que pequenas doses de piperina se usa também na cosmetologia. Esta substância facilita a absorção de ingredientes biologicamente ativos, de difícil absorção, aumentando a fluidez da barreira lipídica da epiderme.

Piperina para emagrecer

Como já mencionado, a pimenta preta estimula o sistema digestivo. Ao ativar a produção de sucos gástrico, pancreático e digestivo e enzimas pancreáticas, melhora e acelera a digestão. Ao intensificar o processo de termogênese, ou seja, a produção de calor, contribui para a queima mais rápida de calorias e, participando também do processo de lipólise (a decomposição das células adiposas e seu metabolismo), contribui significativamente para a redução do tecido adiposo. Os estudos científicos recentes mostraram também que a piperina interfere na atividade de genes responsáveis pela formação de células adiposas.

A piperina pode ser muito útil para emagrecer também por outras razões adicionais. Por regular naturalmente o metabolismo de gorduras e glicose, contribui para a inibição do apetite excessivo, principalmente para doces e, em consequencia, para a redução do número de calorias consumidas. Além disso, possui propriedades diuréticas e desintoxicantes, facilitando o processo de limpeza do corpo de substâncias nocivas.

Piperina – efeitos de uso

A Piperina como remédio de emagrecimento funciona em vários níveis. Primeiro, intensifica a termogênese, acelerando o metabolismo do tecido adiposo. Em segundo lugar, bloqueia a atividade de genes que controlam a formação de novas células adiposas. Em seguida, intensifica e, ao mesmo tempo, facilita o processo de digestão, melhorando a absorção de nutrientes. Finalmente, ajuda a desintoxicar o organismo, o que também afeta a perda de peso mais rápida.

Vale a pena sublinhar que, com o uso regular de suplementos com a piperina, a redução do tecido adiposo é acompanhada pelo aumento da massa muscular e melhor estrutura dos músculos.

No entanto, se deve enfatizar que, assim como no caso de outros preparados que suportam a perda de peso, a mera suplementação com piperina, sem mudar os hábitos alimentares atuais e estilo da vida, não fará com que você consiga sua figura esbelta dos sonhos. A piperina reforçará os efeitos e, nesse sentido, será útil no processo de perda de peso, se cuidarmos da atividade física e mudarmos a dieta para uma saudável, equilibrada e hipocalórica.

Piperina – preço, como usar o suplemento

Atualmente, temos muitos suplementos com extrato de frutas da pimenta preta à disposição. O seu preço depende não apenas do fabricante ou distribuidor, mas principalmente da porcentagem do componente principal. Os melhores preparados com 95% da piperina, suficientes para um tratamento único, custam cerca de 56 R$.

A piperina deve ser utilizada por um período não superior a 3 meses, após o que você deve fazer pelo menos 2 meses de pausa antes do tratamento seguinte. A dose diária recomendada é de 5 a 10 mg uma vez, no máximo duas vezes por dia.

Se a prioridade é reduzir o peso e melhorar a digestão, você pode obter suplementos de ingredientes múltiplos, nos quais a piperina é uma de muitas substâncias ativas que propiciam melhor metabolismo e emagrecimento, ou manutenção do peso corporal saudável. Entre eles estão, entre outros, o Probiox Plus e o Silvets, preparados inovadores, que incluem extratos de plantas com efeito de emagrecimento comprovado e a piperina.

Também vale a pena se interessar com a novidade do mercado – suplemento de emagrecimento Piperinox, que é baseado na piperina altamente ativa que bloqueia a formação de células de gordura. Na sua composição, você também pode encontrar várias outras substâncias que efetivamente suportam a queima de gordura. Tudo constitui uma arma poderosa contra quilos excessivos.

Piperina – opiniões de usuários

Como geralmente em tais casos, as opiniões diferem. Algumas pessoas elogiam a eficácia de suplementar essa substância, outras questionam sua utilidade no emagrecimento. Portanto, deve ser objetivamente concluído que o tratamento com a piperina requer paciência e, como mencionado anteriormente, mudanças concretas no estilo de vida. Só então podemos esperar resultados positivos.

Ao mesmo tempo, deve ser acrescentado que, embora falemos de uma substância natural e segura, as mulheres grávidas e lactantes devem evitá-la, bem como as pessoas que tomam certos medicamentos, incluindo antibióticos. Em casos de hipersensibilidade, a piperina e especialmente a sobredosagem podem também irritar as membranas mucosas do sistema digestivo.

Category: dieta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Article by: admin